Piometra! O que eu preciso saber?

13/06/2017 16:02

O que é piometra?:

Hiperplasia endometrial cística (HEC) ou Piometra como é conhecida popularmente se dá por um processo inflamatório no lúmem uterino, caudando uma infecção dentro do útero, devido à temperatura, conteúdos e lugar favorável para a proliferação bacteriana. A piometra é uma das principais patologias que envolvem o trato reprodutivo em cadelas e gatas.

Esta patologia é mais comum acometer fêmeas de meia idade a idosas, pesquisas comprovam que as idades mais acometidas são de 7 a 9 anos, porem a relatos de casos em animais mais novos e mais velhos que a idade citada acima. Não há predisposição de raças!

A piometra é uma doença GRAVE, com uma alta taxa de morbidade e de mortalidade,ou seja, pode levar o animal a óbito. Além de levar o animal a óbito a HEC pode desenvolver outras patologias secundárias tais como: insuficiência renal aguda (IRA) devido a um quadro séptico, popularmente conhecido como infecção generalizada.

A principal bactéria isolada nesse tipo de infecção é a Escherichia Coli, porem já foram isolados demais gêneros de bactérias.

A piometra pode ser denominada por dois tipos, sendo elas aberta e fechada. A piometra aberta é quando a cérvix se encontra aberta assim permitindo que haja o corrimento vaginal seja ele com presença de muco purulento, sanguinolento ou liquido transparente. Já a piometra fechada é quando não há esse corrimento vaginal, pois a cérvix se encontra fechada, isso o a torna de maior risco que a aberta.

Um dos fatores que predispõem a essa patologia são as injeções usadas para as fêmeas não entrarem no cio ou ate mesmo para abortar os fetos. Além de o animal poder desenvolver uma infecção no útero, essas fêmeas também podem ter tumores nas mamas.

Sinais Clínicos:

Os principais sintomas são apatia, anorexia, êmese (vômitos), desidratação, aumento abdominal, secreção vaginal e choque séptico.

Diagnóstico:

Histórico do animal dita pelo proprietário, sintomas apresentado pelo animal, exames laboratoriais, citologia vaginal, raio-x, porém o melhor método para chegar em um diagnostico conclusivo é a ultrassonografia.

Tratamento:

O tratamento de eleição é cirúrgico, realizando a ovariosalpingohisterectomia (OSH), que nada mais é a castração. Dependendo do quadro clínico que se encontra o animal, ele terá uma rápida recuperação.

 

Prevenção:

O melhor e único método para prevenir tal patologia é a castração, sendo assim aconselha-se que fêmeas sejam castradas o quanto antes, evitando tal patologia.

O uso de anticoncepcionais também é um fator que predispõe o desenvolvimento da piometra, pois podem causar distúrbios hormonais indesejáveis e seu uso deve ser evitado.

Lembramos que estamos sempre à disposição para tirar dúvidas e auxiliar nossos clientes no que for preciso!!

 

Texto: Dr. Álvaro Montaldi de Campos

CRMV/SP 36.981