Transfusão de Sangue

22/03/2017 11:15

 Transfusão de Sangue

 

Todo mundo sabe que doar sangue é um ato de amor ao próximo, respeito e compaixão! E com os animais é a mesma coisa!

Bichinhos também precisam de transfusão em alguns momentos, e é por isso que aqui na clínica temos alguns “doadores oficiais” e eles são grandes, saudáveis e mansos!

A primeira transfusão de sangue datada foi realizada por Richard Lower em demonstração realizada em Oxford, em 1665. Nos humanos foi realizada dois depois. Nesse período as transfusões eram realizadas sem compromisso de espécie, eram transferidas até de animais para humanos.

Felizmente com os passar dos anos, houveram mudanças!!!

Algumas pessoas ficam receosas sobre doar sangue do seu peludinho, mas não se preocupe, seu animal não sofrerá nenhum efeito colateral pela doação.

Todo o processo da doação de sangue é feito de forma cuidadosa e obedece a critérios rígidos. Em cada doação é retirado só um pouquinho de sangue, num processo não doloroso e que também não demora mais que meia hora. É cortado um pouco de pelo na região do pescoço onde é efetuada a colheita, mas não se assuste, é o melhor lugar para fazê-lo.

Critérios para realizar a doação de sangue

Cachorros:

  • Saudável;
  • Calmo;
  • Peso superior a 25 kg
  • Idade entre 1 e 8 anos Sem doenças infecciosas;
  • Vacinado e vermifugado;
  • Não tomar qualquer medicação além dos vermífugos;
  • Sem história de doença grave;
  • Não apresentar sopro cardíaco;
  • Não ter recebido transfusão de sangue;
  • Não ser obeso;
  • No caso das fêmeas, não podem estar prenhes;
  • Não podem estar no cio;
  • Não tenha tido carrapatos recentemente e serem negativos para hemoparasitoses (doença do carrapato).

Gatos:

  • Saudável
  • Calmo;
  • Peso superior a 3,5 kg
  • Idade entre 1 e 8 anos
  • Ter criação totalmente indoor (gatos sem acesso a rua);
  • Apenas alimentado com dieta comercial;
  • Sem doenças infecciosas;
  • Vacinado e vermifugadoo;
  • Não tomar qualquer medicação além dos vermífugos;
  • Sem história de doença grave;
  • Não apresentar sopro cardíaco;
  • Não ter recebido transfusão de sangue;
  • Não ser obeso;
  • No caso das fêmeas, não podem estar prenhes
  • Não podem estar no cio;
  • Não podem ser Fiv ou Felv positivo

Benefícios para o cão ou gato doador de sangue:

Além de muito carinho e alguns petiscos, ele também recebe um check-up completo, com exame clínico e laboratoriais!

Caso tenha um animal que se enquadre nos quesitos apresentados acima, cadastre-o aqui na clínica!! Talvez ele poderá ajudar a salvar a vida de um animalzinho!!

O processo todo costuma girar em torno de 15 minutos e em cães é retirada uma média de 450 ml de sangue já nos gatos gira em torno de 20 a 40 ml. A doação é totalmente indolor!

O processo de doação de sangue de animais é bastante similar ao dos humanos. O animal deve ficar quietinho durante a doação e, por isso, pode ser que se dê um sedativo bem leve para manter o animal calmo e tranquilo. O sedativo não é obrigatório: se o pet for tranquilo e cooperativo, não será necessário.

Em todos os animais que já doaram aqui na Clínica É O Bicho, nenhum precisou de sedação! Parece que eles sabem que estão lá pra ajudar e ficam quietinhos!

O cão ou gato doador deve guardar jejum de 4 horas antes da doação. Quando a retirada do sangue terminar, no próprio banco de sangue irá oferecer uns petiscos, comidas e ração para que o bichinho não fique fraco.

As doações de sangue podem ser feitas a cada 3 meses!

Abiaxo temos o Lex (Border Collie), doando sangue na Clínica É O Bicho!

E aqui temos a Pantera, recebendo o sangue doado!

Efeitos colaterais

Não existem riscos, mas o animal pode sentir um pouco de fraqueza e ficar meio quietinho nas primeiras 24h.  Durante o processo de retirada do sangue, o animal é acompanhado e observado e caso haja algum mal estar o processo é interrompido, mas isso é muito raro. Não há nenhum tipo de risco em doar sangue. O único efeito colateral que pode acontecer é bastante superficial e não dura mais do que 1 dia. Devido a retirada de sangue, o pet pode ficar mais molinho ou um pouco fraco. Isso é perfeitamente normal e passa bem rápido, mas não é comum. Se o seu animal apresentar desânimo, ficar enjoadinho ou aparentar fraqueza, basta que ele descanse e se alimente normalmente. Não esqueça de enchê-lo de beijos e afagos! Ele vai ficar bem!

Aqui na Clínica É O Bicho não armazenamos sangue, só coletamos quando há necessidade! Não somos um banco de sangue!

Temos alguns doadores já cadastrados, que revezamos entre uma coleta e outra!

Qualquer dúvida sobre o tema, procure um de nossos veterinários, teremos prazer em atendê-lo!